Ouguela (Alentejo, Portugal) em baixo; Alburquerque (Badajoz, Espanha) ao fundo.

sexta-feira, 23 de setembro de 2011

Ai, Margarida (Deolinda e Cristina Branco)

Deolinda e Cristina Branco cantam Pessoa

Bem, quem escreveu este poemazinho? Fernando Pessoa ou Álvaro de Campos? Foi Álvaro de Campos pela mão do seu criador, Fernando Pessoa, e que também criou mais autores, chamados heterónimos. Já temos falado um bocado nisto outras vezes, mas vamos contar de novo na sala de aula. Pelo sim, pelo não...


AI, MARGARIDA

Ai, Margarida,
Se eu te desse a minha vida,
Que farias tu com ela?
— Tirava os brincos do prego,
Casava c'um homem cego
E ia morar para a Estrela.

Mas, Margarida,
Se eu te desse a minha vida,
Que diria tua mãe?
— (Ela conhece-me a fundo.)
Que há muito parvo no mundo,
E que eras parvo também.

E, Margarida,
Se eu te desse a minha vida
No sentido de morrer?
— Eu iria ao teu enterro,
Mas achava que era um erro
Querer amar sem viver.

Mas, Margarida,
Se este dar-te a minha vida
Não fosse senão poesia?
— Então, filho, nada feito.
Fica tudo sem efeito.
Nesta casa não se fia.

Álvaro de Campos / Fernando Pessoa