Ouguela (Alentejo, Portugal) em baixo; Alburquerque (Badajoz, Espanha) ao fundo.

terça-feira, 15 de novembro de 2011

O que acham desta notícia?



Digam-me lá o que acham desta notícia de ontem, dia 14. Ponham-se no lugar dos vossos colegas portugueses. E se fizessem no nosso país a mesma coisa? Será que os espanhóis devemos pôr as barbas de molho? Se não se lembram do significado desta expressão idiomática de que já falamos, terei de lhe dedicar uma mensagem.


Governo corta quatro feriados mas não cola restantes aos fins-de-semana

O Governo quer mesmo avançar com a eliminação de quatro feriados - dois civis e dois religiosos - como anunciado na semana passada, mas deverá deixar cair a ideia de colar os restantes aos fins-de-semana

À margem do debate na especialidade do Orçamento de Estado para o próximo ano, o ministro da Economia, Álvaro Santos Pereira, confirmou aos jornalistas a intenção de acabar com quatro feriados, mas afirmou que o Governo não "está a pensar introduzir ainda mais elementos de mobilidade, porque a maior parte dos feriados que restarão não são móveis".

"À primeira vista podiamos pensar que a mobilidade dos feriados seria solução. O problema é que muitos feriados em Portugal não são passíveis de mudar", esclareceu o ministro da Economia.

O Executivo parece assim deixar cair a ideia de colar aos fins-de-semana os feriados propícios às "pontes".


(Notícia lida na Revista Visão)