Ouguela (Alentejo, Portugal) em baixo; Alburquerque (Badajoz, Espanha) ao fundo.

segunda-feira, 13 de abril de 2015

A visita dos albicastrenses no dia 8


Na passada quarta-feira, dia 8, recebemos a visita de um grupo de 30 alunos da EBI João Roiz e da Escola Secundária/3 de Amato Lusitano, integradas agora no Agrupamento Escolar Amato Lusitano de Castelo Branco. Estavam acompanhados pelas Professoras Helena Almeida e Susana Moleiro.

Nós já tínhamos lá estado no dia 15 de outubro.




Em primeiro lugar houve uma breve receção na Biblioteca Ángel Campos Pámpano da nossa escola. Após umas palavras do nosso Diretor, Isidro Palacios, que sublinhou o facto das boas relações entre as duas escolas e pediu que continuassem no futuro; um aluno da turma de 2º D, Javier Florido, interpretou duas peças à guitarra para os nossos convidados. A seguir, e por termos pouco tempo (tínhamos encontro marcado ao meio-dia um bocado longe da Escola), os alunos ficaram sem ouvir uns poemas em espanhol e português que os professores Pedro e Pilar tinham escolhido para serem lidos no ato. É por isso que serão publicadas noutra mensagem do blogue.
 

 


 O intercâmbio de prendas entre ambas as partes: livros, que ficam tão bem onde estávamos


O Javier a tocar guitarra. Bravo, Javier! Obrigado pela música!


O fim da receção foi um beberete para alunos e professores reporem forças, antes de iniciarmos o caminho para as Casas Mudéjares, onde tínhamos um encontro marcado para as visitar, mais a Alcáçova.

O céu ameaçava chuva, que acabou por cair afinal, mas felizmente só no fim da visita.

Nas Casas Mudéjares vimos um ótimo vídeo sobre a fortificação abaluartada da nossa cidade. A seguir entrámos na Alcáçova pela Puerta de Carros, onde o guia deu as primeiras explicações históricas sobre ela. A visita continuou até terminar na Torre de Espantaperros, onde os alunos portugueses puderam desfrutar das bonitas vistas da cidade, do rio Guadiana e da vizinha povoação portuguesa de Elvas ao fundo, entre as nuvens, que pouco depois nos dariam uma parte da sua água. 
 







"¡Hola, chicas!"


"Torre de Espantaperros"





Olá, meninas!



O bar da escola. É hora de almoço. Nós não temos cantina, como os alunos portugueses têm em qualquer das suas escolas. Amavelmente, os pais e mães dos alunos espanhóis prepararam ou compraram comida para todos nós, 64 pessoas! Muito obrigado!