Ouguela (Alentejo, Portugal) em baixo; Alburquerque (Badajoz, Espanha) ao fundo.

sexta-feira, 1 de fevereiro de 2013

Não tenho lágrimas (Ivete Sangalo e Juan Luis Guerra)



A versão original de Não tenho lágrimas é do ano... 1937! Esta é bem mais recente. Foi gravada há cinco ou sete anos, não me lembro. Será triste? Não é! Escutem. Para preparar o Carnaval, que aí vem. Depois de a brasileira Ivete Sangalo cantar,  o cantor dominicano Juan Luis Guerra canta uma versão em espanhol.

Reparem: pode-se cantar que queremos chorar e não temos lágrimas, e fazê-lo com esta alegria? O povo brasileiro pode!

Alguém se anima a acompanhar Ivete Sangalo? Quem quiser, pode escutar em baixo a versão de 1937. Vá lá, são três minutozinhos!


NÃO TENHO LÁGRIMAS

Quero chorar, não tenho lágrimas
Que me rolem nas faces
Pra me socorrer

Se eu chorasse,
Talvez desabafasse
O que sinto no peito
E não posso dizer

Só porque não sei chorar
Eu vivo triste a sofrer

Estou certo que o riso
Não tem nenhum valor
A lágrima sentida
É o retrato de uma dor
O destino assim quis
De mim te separar
Eu quero chorar não posso
Vivo a implorar


 Paulo Teixeira canta em 1937:





2 comentários:

Anónimo disse...

Ja vi o vídeo e quero saber si o palabra "faces" tem que ver algo con "face" de o ingles o si "proviene" de issa palabra?

Sou Jorge de 3ºA

P.D:
"Provenir" em portugues é igual, o traductore diz me que é "prosseguir" mas nao estou seguro.



Pedro L. Cuadrado disse...

Ó Jorge, e gostaste ou não gostante? Não dizes!

Vamos ver "face". O dicionário Priberam diz-nos o seguinte desta palavra:
face
(francês face, do latim popular facia, do latim facies, -ei, forma exterior, aparência, beleza)
s. f.
1. Cada uma das partes laterais da cara, rosto.

Estás a ver? É como "cara", que também existe em português. Mas aqui, nesta canção é como a nossa palavra "mejillas".

Uma expressão:
face a face: defronte e próximo; de frente. = FRENTE A FRENTE


E repara: "provenir" não é português, é espanhol...


Bom fim de semana, Jorge.