Ouguela (Alentejo, Portugal) em baixo; Alburquerque (Badajoz, Espanha) ao fundo.

sexta-feira, 17 de maio de 2013

Projeto REALCE -– Último dia, sexta-feira, 10 de maio


E chegou logo o último dia, sexta-feira. Os alunos portugueses assistiram à primera aula do dia com os parceiros espanhóis. Uma vez terminada, partimos em direção ao Museu da Cidade Luis de Morales. Dois guias acompanharam-nos e deram-nos as explicações precisas para os alunos terem uma ideia da história da nossa cidade.




Lendo muito bem o texto de um dos painéis





Os excelentes dioramas da nossa Guerra de la Independencia,
conhecida pelos portugueses como Guerra Peninsular


Neste diorama vemos a vizinha população de La Albuera




Após um tempo de descanso para comer e beber alguma coisa e seguir em boas condições até à hora de almoço, encontrámo-nos com a guia nas Casas Mudéjares para visitarmos a Alcáçova. Entramos nela pela Porta dos Carros. Era um dia ensolarado e quente. Fizemos o percurso todo do adarve e os portugueses puderam ver a sua terra ao longe, Elvas, como sabem. No fim de contas, nós vivemos ao pé da Raia.








Uma parte dos alunos portugueses almoçou com os parceiros espanhóis nas casas destes, e uma outra parte almoçou num burger.

A partida para Castelo Branco tinha sido fixada às 17:00 h., mas foi adiada para as 18:30 por causa de os nossos parceiros terem chegado no mesmo autocarro do que outra escola daquela cidade que tinham combinado partir às 19:00.








Alguns pais dos nossos alunos disseram-nos que achavam pouco o tempo do intercâmbio, que teriam gostado de mais algum dia ou dois, mas devido a múltiplas circunstâncias não tinha podido ser de otra maneira, como eu disse a esses pais.

Foram dois anos seguidos do Projeto REALCE. O que será no futuro não sabemos. As sociedades espanhola e portuguesa estão a viver momentos terríveis.

Mas não terminemos deste modo tão triste. O que conta é que o balanço desta atividade é positivo, quer pela parte portuguesa, quer pela parte espanhola. Esperemos que não se perca o contacto entre os alunos. As nossas escolas e os professores de certeza que não vão perder!

Alguns dos alunos já combinaram encontrar-se neste verão. Meninas e meninos, as férias grandes estão aí ao alcance da mão...


Para terminar, viva a língua portuguesa e a fraternidade ibérica!


Os últimos abraços


 Até à proxima!


Boa viagem!