Ouguela (Alentejo, Portugal) em baixo; Alburquerque (Badajoz, Espanha) ao fundo.

sexta-feira, 4 de outubro de 2013

Pim pam pum (Kussondulola)



Kussondulola é uma banda de reggae formada em Portugal, mas cujos membros são angolanos.

Em 1995 lançaram o seu álbum de estreia, Tá-se Bem. O disco incluía sucessos como "Dança No Huambo" e "Perigosa", entre outros.


Um dia perguntaram a um dengue natty dreadlock:

- Como se vai chamar a tua banda?

O dengue respondeu:

- Kussondulola de Angola.

- Qual a música que vão tocar?

- Kilapangasembareggae!


Kilapanga, uma das batidas tradicionais de Angola. Semba, música urbana angolana. Reggae, música tradicional Jamaicana. Estes três ingredientes definem a sonoridade dos Kussondulola. A canção, ou música como é frequente dizer também, “Dançam no Huambo”, reflecte a situação de Angola na altura, e especialmente da cidade do Huambo. Este tema foi como que um tributo para as pessoas que viveram essa experiência durante o período da guerra.


DANÇAM NO HUAMBO

Pim pam pum, cada bala mata um
Lá em cima do Huambo
Tem um copo com veneno
Quem bebeu morreu
Quiribi, quiribi macaco
Macaco quer é boa

Ei cota Silva o rapaz
Até nem tem a culpa
Tem pai que é retornado
Tem pai que é refugiado

Ilegal disfarçadamente ilegal
Ilegal disfarçadamente ilegal

Fazem reuniões

Fazem debates

Adis-Abeba

Lusaka , Lusaka

Cambas da luz e do dia

Não pertencemos nem à noite

Nem à escuridão

Póu, póu, póu

Póu, póu, póu
Dançam no Huambo
Andanças de guerra
Bombardeiam sem parar

Sou um escravo fugitivo
A minha alma está no meio
O filho do homem negativo
Ei cota Silva legaliza
A situação do rapaz
Filho do homem negativo


(Dados iniciais retirados da Wikipédia e de www.brazildeluxe.com.br)