Ouguela (Alentejo, Portugal) em baixo; Alburquerque (Badajoz, Espanha) ao fundo.

segunda-feira, 25 de novembro de 2013

Para praticar o Infinitivo Pessoal



Vamos praticar o infinitivo pessoal. O mais fácil primeiro. Convirtam as frases seguintes com que mais o presente do conjuntivo usando o infinitivo pessoal.

Reparem: o que não pode ficar nas novas frases, desaparece; e reparem também na pessoa gramatical.

É melhor que compremos estes livros e não esses.
É importante que os senhores leiam tudo com muita atenção.
Antes de que saias de casa, telefona ao Miguel.
Até que não digas o que vais fazer, eu não digo nada.
O exercício número 4 é para que o façam agora.

Agora, um pouco mais difícil. Traduzam as seguintes frases em espanhol para português usando o infinitivo pessoal. Cuidado com o que e as pessoas gramaticais, o sujeito do infinitivo!

Com expressões impessoais como É melhor / É possível / É provável / É bom...

Es mejor que hagas eso hoy y no mañana.
Es posible que tus hermanos vengan a comer pasado mañana.
Es probable que nosotros tengamos que hacer todo.

Com preposições e locuções prepositivas: ao; para; por; até; antes de; depois de; apesar de; no caso de...

Nos quedamos aquí hasta que vosotras terminéis eso.
Al llegar a Lisboa, escríbeme una postal bonita.
Esta película es para que la veas mañana.
En el caso de que ustedes vendan la casa,  avísenme, por favor.

Lembrem-se das desinências deste tempo tão curioso da língua portuguesa, iguais em todos os verbos, quer sejam regulares, quer sejam irregulares, pois parte-se sempre do Infinitivo Impessoal, A primeira e terceira pessoas do singular ficam sem desinência nenhuma:

Eu falar /dizer, etc.
Tu falares /dizeres, etc.
Ele, ela, você... falar / dizer, etc.
Nós falarmos / dizermos, etc.
Vocês falarem / dizerem, etc.
Eles, elas falarem / dizerem, etc.


Fotografia do blogue Burro velho não aprende línguas, de uma mensagem onde se fala do Infinitivo Pessoal.