Ouguela (Alentejo, Portugal) em baixo; Alburquerque (Badajoz, Espanha) ao fundo.

quarta-feira, 21 de novembro de 2012

Livros em chamas em Opernplatz - 1933

 Fonte da fotografia e do texto: Literatortura

No dia 10 de maio de 1933, em toda a Alemanha, estudantes simpatizantes do nazismo queimaram mais de 25.000 livros em praça pública. O intuito nazista era fazer uma “limpeza” na literatura. Tudo o que não condizia com os ideais do governo, ou que fosse de certa forma crítico, foi destruído.

Para saber mais, aqui.


Alunos da turma do 4º ano: Acham que esta é uma história antiga? Reparem no ano: 1933! E daí? Hoje em dia, não imaginam a quantidade de pessoas neste mundo que desejariam fazer a mesma coisa... Algumas dessas pessoas ficam-se pela proibição da leitura de alguns livros que os incomodam, digamos assim.