Ouguela (Alentejo, Portugal) em baixo; Alburquerque (Badajoz, Espanha) ao fundo.

quarta-feira, 7 de novembro de 2012

Poesia e humor



Paulo Leminski foi um escritor e poeta nascido na cidade de Curitiba, no estado do Paraná, no Brasil.

Pensem que nem sempre humor quer dizer exactamente rir às gargalhadas ("comicidade em geral; graça, jocosidade", Dicionário Houaiss), mas isto: "expressão irônica e engenhosamente elaborada da realidade; espírito". É humor que nos faz sorrir.

No fim de contas, o que Paulo Leminski cria nos seus versos é um paradoxo (em espanhol dizemos paradoja) que é uma aparente falta de nexo ou de lógica; uma contradição. O silêncio como obra completa de um autor, o nada (o nada, sim; esta palavra é masculina em português), que belo paradoxo!

Aqui jaz um grande poeta.
Nada deixou escrito.
Este silêncio, acredito,
são suas obras completas.

NB. Por curiosidade, o primeiro significado da palavra humor é este: "líquido secretado pelo corpo e que era tido como determinante das condições físicas e mentais do indivíduo [Na Antiguidade Clássica contavam-se quatro humores: sangue, bile amarela, fleuma ou pituíta e bile negra ou atrabílis.]". Vêem alguma ligação com o que eu disse  lá em cima?



(Fonte da imagem: Revista Bula)