Ouguela (Alentejo, Portugal) em baixo; Alburquerque (Badajoz, Espanha) ao fundo.

segunda-feira, 19 de novembro de 2012

Salário vem de sal



Na aula da sexta-feira da turma do 4º ano apareceu a palavra salário. Ninguém sabia que esta palavra tem a sua origem na palavra sal. Saber é bom, vamos aprender.

A palavra salário (remuneração, normalmente em dinheiro, devida pelo empregador pelo serviço do empregado) tem como origem a utilização do sal, que na antiga Roma servia como pagamento de serviços prestados. (Numismatas)


Vamos ler o início de um artigo de Solange Sousa Mendes intitulado A evolução do dinheiro.

O dinheiro, tal como o conhecemos, é resultado de uma grande evolução. No início das civilizações, não havia moeda. As trocas de produtos e serviços eram pagas em géneros. Um pescador podia trocar uma das suas postas por uma maçaroca de milho de um agricultor.


As Amêndoas na Índia, Manteiga na Noruega, Sementes de Cacau no império Asteca ou o Sal na África do Norte, China e Mediterrâneo foram outros dos produtos que melhor serviram como dinheiro. Esta elementar forma de comércio ainda pode ser encontrada entre povos de economia primitiva, - em regiões onde, pelo se difícil acesso, os seus elementos efectuavam permutas de objectos,  sem se preocuparem com a equivalência em valor.

O sal é o produto que ficou para a história como o rei de todas as trocas. Foi ele que deu origem à palavra salário. Os soldados do Império romano recebiam o seu pagamento em sal, que era, então, trocado por alimentos, roupas, bebidas, etc. Este funcionava como a verdadeira moeda. Com o tempo, salarium passou a significar "soldo", "ordenado", "salário". 

Continua aqui.