Ouguela (Alentejo, Portugal) em baixo; Alburquerque (Badajoz, Espanha) ao fundo.

quarta-feira, 19 de junho de 2013

Despedimo-nos com Virgem Suta




O ilustrador português André Caetano desenha como vocês veem. Este desenho é muito bom, não é? É uma visão muito pessoal de uma personagem portuguesa chamada Zé Povinho, que cá vemos a fazer o tradicional manguito. Lembram-se dele, e do seu criador, Rafael Bordalo Pinheiro? Vejam aqui.


Com este Zé Povinho dizemos até à próxima. O verão é comprido. Aproveitem-no, e não se esqueçam de ler. Ler faz bem à saúde! E há tempo para tudo, não o percam!



Boas férias!


Um bocado de música para a despedida. Uma banda portuguesa que virá mais vezes por aqui. Chamam-se Virgen Suta, e lá está a cantar com eles Manuela Azevedo, a vocalista dos Clã.




LINHAS CRUZADAS

Reajo a esse incomodo olhar
Nem quero acreditar
Que vem na minha direção
Há dias que estou a reparar
Nem queres disfarçar
Roubas a minha atenção
Aprecio o teu dom de tornar
Num clique o meu falar
Numa total confusão
Confesso que só de imaginar
Que te vou encontrar
Me sobe à boca o coração

(Refrão)
E falas de ti
E Falas do tempo
Prolongas o momento
De um simples cumprimentar
Falas do dia
Falas da noite
Nem sei que responda
Perdido no teu olhar

É certo que sempre ouvi dizer
Que do querer ao fazer
Vai um enorme esticão
Mas haverá quem possa negar
Que querer é poder
E o nunca é uma invenção
Bem sei que este nosso cruzar
Pode até nem passar
De um capricho sem valor
Mas porque raio hei-de evitar
Se esse teu ar
Me trouxe ao sangue calor

(Refrão)
E falas de ti
E Falas do tempo
Prolongas o momento
De um simples cumprimentar
Falas do dia
Falas da noite
Nem sei que responda
Perdido no teu olhar



Sem comentários: