Ouguela (Alentejo, Portugal) em baixo; Alburquerque (Badajoz, Espanha) ao fundo.

quinta-feira, 8 de fevereiro de 2018

Duas versões do samba "Não tenho lágrimas"



Paulinho da Viola canta em primeiro lugar este samba de Max Bulhões e Milton de Oliveira, composto em 1937! Reparem na data. Podem acompanhar a letra no vídeo.

E em baixo uma versão de que vão gostar mais, acho eu. A cantora brasileira Ivete Sangalo e o cantor dominicano Juan Luis Guerra, que canta em espanhol. É a segunda vez que este vídeo aparace no blogue. Vale a pena, não acham? A cantar com alegria que não posso chorar porque não tenho lágrimas. Como é isso? É o Brasil.


NÃO TENHO LÁGRIMAS

Quero chorar, não tenho lágrimas
Que me rolem nas faces
Pra me socorrer

Se eu chorasse,
Talvez desabafasse
O que sinto no peito
E não posso dizer

Só porque não sei chorar
Eu vivo triste a sofrer

Estou certo que o riso
Não tem nenhum valor
A lágrima sentida
É o retrato de uma dor

O destino assim quis
De mim te separar
Eu quero chorar não posso
Vivo a implorar