Ouguela (Alentejo, Portugal) em baixo; Alburquerque (Badajoz, Espanha) ao fundo.

sexta-feira, 16 de fevereiro de 2018

Quero que vá tudo p'ró inferno (GNR)




Os GNR são uma banda portuense de pop rock lendária na música portuguesa. Eles escolheram o nome de propósito: Grupo Novo Rock, de modo às suas iniciais coincidirem com as da Guarda Nacional Republicana. Um traço de humor deles, claro.

Esta canção é brasileira e isso explica que apareça o pronome você, e não o tu, forma habitual de tratamento informal em Portugal. No Brasil, o informal é você, e muito poucos brasileiros usam o tu.



QUERO QUE VÁ TUDO P'RÓ INFERNO

De que vale o céu azul e o sol sempre a brilhar,
Se você não vem e eu estou a lhe esperar.
Só tenho você, no meu pensamento,
E a sua ausência, é todo meu tormento.
Quero que você, me aqueça neste inverno,
E que tudo mais vá pro inferno.

De que vale a minha boa vida de play-boy,
Se entro no meu carro e a solidão me dói.
Onde quer que eu ande, tudo é tão triste,
Não me interessa, o que de mais existe.
Quero que você, me aqueça neste inverno,
E que tudo mais vá pro inferno.

Não suporto mais, você longe de mim,
Quero até morrer, do que viver assim.
Só quero que você me aqueça neste inverno,
E que tudo mais vá pro inferno.

INSTRUMENTAL

Não suporto mais, você longe de mim,
Quero até morrer, do que viver assim.
Só quero que você, me aqueça neste inverno,
E que tudo mais vá pro inferno.

E que tudo mais vá pro inferno.
UOOOOOO
E que tudo mais vá pro inferno.
UOOOOOO